7 de fev de 2012

A Floresta de Mãos e Dentes

  Mary passou toda a sua vida dentro de sua aldeia. Aliás, ela não conhece nada além da vila, a não ser a Floresta de Mãos e Dentes. E nem ao menos sabe se existe alguma coisa depois da floresta. Desde o Retorno, não é possível viver fora das cercas.
  Os Esconjurados têm uma fome insaciável por vida. E não deixam que ninguém vivo. Por isso, as cercas são vigiadas pelos Guardiões. E a vida é restrita ao interior da vila.
  Mas Mary sempre sonhou com o mar. Ela ainda se lembra da foto da tataratataravó de sua mãe em frente ao oceano. Escuta com atenção as histórias contadas pela mãe. Ela realmente gostaria muito de ver o mar.     
  Mary sabe pouco sobre o passado ou sobre o porquê de no mundo existirem dois tipos de pessoas: os que residem na sua vila e os mortos-vivos do lado de fora da cerca, que vivem de devorar a carne dos vivos. Depois de a sua mãe ser mordida e se juntar aos amaldiçoados, Mary é enviada para se preparar para o Casamento com o seu amigo Harry. Mas as cercas são quebradas e o mundo que Mary conhece desaparece para sempre. Mary, Harry, Travis, que Mary ama mas que está prometido à sua melhor amiga, o irmão de Mary, a sua mulher e um pequeno órfão partem rumo ao desconhecido em busca de um lugar seguro, respostas às suas perguntas e uma razão para continuar a viver.

0 comentários:

Postar um comentário

 
©Suzanne Woolcott sw3740 Tema diseñado por: compartidisimo